Discopraise

Num ambiente intimista como a sala de uma casa, acrescido de violões, piano e percussão, a Banda decidiu revelar o outro lado da Discopraise. Canções que influenciaram pessoalmente Clayton O’lee, Cláudio Gomez, Davi Moreno e Jota Albuquerque, além de registrar com naturalidade a doce comunhão e cumplicidade desses quatro amigos de infância.

Regravações autorais como “Tudo Que Eu Amo Está em Ti”, clássicos como “Sou um milagre” do Voz da Verdade. Uma sessão especial com viola caipira e violões embalam “Divino Companheiro”, “Tocou-me” e um clássico dos anos 90, “Portas Abertas” do Grupo Logos.

Registrada também, a inédita interpretação feminina nas canções da Discopraise: Mariana Valadão com a canção “Paixão e Devoção” e Brenda numa linda balada romântica “É o teu nome que eu chamo”.

Ao vivo, porém sem público, Discopraise realiza algo muito difícil de ser feito: conectar músicos e a equipe técnica, naturalmente ocupados no meticuloso trabalho que uma gravação exige, para se envolver de uma forma muito intensa nas ministrações. O resultado é emocionante: muitas lágrimas, abraços e uma ceia celebrada no estúdio, registrando a comunhão e o fluir do Espírito Santo, este sim o Grande Maestro desse projeto.